Arretado! cerveja belga dubbel com rapadura

Depois de um bom tempo fazendo cerveja artesanal e ouvindo dos amigos “poxa, sua cerveja precisa de um rótulo”, decidi concentrar as energias em dar uma “cara” para minha cerveja. Após um longo processo a cerveja monstro ganha seu primeiro rótulo, um goblin arretado a procura da Maria Bonita é quem ilustra a Arretado!, nossa versão porreta do estilo de cerveja belga Dubbel.

Cerveja artesanal dubbel com rapadura.
Cerveja artesanal dubbel com rapadura.

Desde a discussão dos primeiros insights até a produção das fotos recebi a valorosa contribuição de uma porção de amigos, não vou citar nomes aqui para nenhuma multinacional da cerveja os contratar e acabar com a minha ótima equipe 😛 
Muito obrigado a todos que ajudaram, em especial a minha querida avó, que me presenteou com verdadeira rapadura baiana utilizada na receita dessa cerveja caseira.

E ai? gostaram?

Um abraço,
Cerveja Monstro.

43 pensamentos em “Arretado! cerveja belga dubbel com rapadura”

  1. Bem legal seu blog, tem umas dicas da hora, veja se é possivel me ajudar.
    Gostaria de saber onde vc comprou a levedura Ale Trapista (branco Labs -WLP570) ?
    Estou querendo fazer minha 1ª Trapista (alias 1ª de todas as cervejas), até baixei p/ teste 21dd do Beersmith, estou apanhando feito condenada (mesmo em portugues), e achei no proprio site da beersmith uma receita da Elle Duvelle (ELA USA A MESA LEVEDURA QUE VC), mas a receita são pra muitos litros e quero apenas fazer 10litros pra experimentar, vc sabe como eu poderia fazer isto?

    1. Oi Paula,

      Obrigado, fico feliz que você tenha gostado. (:

      Eu importei o WLP570 que usei. Você já tentou comprar nas lojas que vendem insumos cervejeiros por aqui?
      Veja com o André da Beerlovers – http://www.beerlovers.com.br/
      também já comprei no Lamas – http://www.beerlovers.com.br/
      na ArteBrew – http://cervejacas.lojatemporaria.com/materias-primas/fermento-cervejeiro.html?p=2
      e na WE Consultoria – http://loja.weconsultoria.com.br/

      Se você não encontrar a WLP570, tente usar alguma outra levedura parecida, se essa é sua primeira cerveja, eu até trocaria essa levedura por levedura seca, é mais fácil de usar, basta hidratar e pronto. Se você optar pela WLP570 ou por qualquer outra liquida, deverá fazer starter antes, consome mais tempo / insumos e equipamentos e é um possível novo ponto de contaminação.

      Quanto ao Beersmith, eu curto muito essa ferramenta, também apanhei bastante no inicio, mas depois de algum tempo você pega o jeito.
      Para reduzir o tamanho de sua leva no Beersmith faça o seguinte: abra sua receita no programa e na aba “Home”, clique no primeiro botão da esquerda para direita “Scale Recipe”. Uma pequena janela irá ser exibida mostrando na parte superior os dados da nova leva, no seu caso a de 10 litros, insira esse valor (10 litros) no segundo campo, marque o terceiro campo, e no quinto campo insira sua eficiência (o quanto dos ingredientes você irá converter em açúcar ao final do processo), sugiro começar com 60% ou 65% e ir ajustando conforme suas brassagens.
      Na parte de baixo dessa mesma janela, marque o último campo “Match original gravity ” e depois confirme em ok.
      Eu sempre redimensiono receitas dessa forma e tem dado certo. Caso você tenha algum problema ou alguma outra dúvida é só perguntar.

      Boa sorte e boa cerveja!
      Abraço

      1. Olá
        obrigado pela resposta, comecei a cadastrar uma receita nova, e ela diz ser 2 estagios, será que é porque adicionei açucar? Vc sabe o que significa 02 estagios, como devo proceder ?

        Paula

  2. Oi Paula,
    Você provavelmente está vendo a informação relacionada ao perfil de fermentação da sua cerveja (Ale, dois estágios). Para elaborar sua receita não se preocupe muito com isso não, eu por exemplo nem sempre altero isso nas minhas, acabo seguindo algo planejado que pode não bater com o que está no software, por exemplo, posso decidir fermentar uma Weiss a 21C e minha receita constar (Ale, dois estágios) como a sua.
    O Software monstra Ale dois estágios porque é a configuração padrão para o tipo de cerveja que você está inserindo. No app (android) ele está me monstrando 4 dias de fermentação primária a 21C + 10 dias de fermentação secundária a 21C (a temperatura entre as duas fases pode variar).
    Antigamente era comum separar a fermentação da cerveja em dois estágios, a primeira parte era a responsável por consumir a maior parte do açúcar do mosto, depois disso (na segunda fase) era preciso separar a cerveja do fermento para dentre outras coisas evitar autólise, responsável por alguns “defeitos” (off-flavors) da cerveja. Quando comecei a fazer cerveja eu me preocupava com isso mas um tempo depois descobri que as leveduras que temos a disposição no mercado são bem melhores que as de outros tempos e por isso não há problemas fazer a fermentação apenas em um fermentador. Muitas vezes eu só separo a levedura da cerveja quando vou embarrilar ou engarrafar.

    O perfil de mosturação é um item mais importante no software, principalmente se você for utiliza-lo como guia no dia da brassagem. O timer com as indicações das rampas de temperatura é muito útil.

    Espero ter ajudado, se precisar de algo mais é só dizer.

    Abraço

    1. Nossa esta ajudando muuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiito mesmo, aqueles 1ºs momentos antes de fazer a 1ª é estressante, depois ja na 2ª, acredito que esses temores va diminuir com o tempo.

      1.Minha 3 ultimas perguntas, para acrescentar o açucar ( candi sugar) que a receita pede, coloco junto na 1ª fervura com os grãos, ou na segunda depois da separação do bagaço ?

      2.Na moagem dos grãos eu já vi de tudo, uns dizem que tem que moer bem para ter um melhor mosto, outros dizem que a moagem é só para arrebentar a casca e aparecer o tarrrr do endosperma (acho que é esse o nome), então não fica muito pó na moagem, . O outro que diz que tem moer bem e fica mais parecendo um farelo, como vc me recomendaria a moagem?

      3.Meu caldeirão é simples sem nenhum apretecho torneira aquela tampa, etc…, sendo assim comprei da LAMAS BREW o Grain bag para 5kgs de grão, mas quando chegou eu achei estranho porque parecia uma meia, mas como nunca tinha visto nenhum, guardei passado 3 semanas que comecei a me preparar para fazer a cerveja, vi um video que o grain bag era aberto e cobria toda a panela e não dificultava nada para eles mexeram os grão. Tentei conversar com pessoal da LAMAS e eles disseram que esse servia e que eu deveria colocar tudo nela e amarrar, e fazer como se fosse uma infusão de chá de saquinho e não precisaria mexer, mas grilos começaram a saltar na minha mente e …. já viu ja usou um grain bag e desse tipo ?

      Abraços

      1. Que bom Paula! sim, a insegurança antes da primeira cerveja é enorme, mas com o tempo vamos dominando equipamento e processos o que nos dá alguma segurança na hora de ir para as panelas.
        1 – Eu nunca usei candi sugar, na Arretado! usei rapadura e fiz o seguinte: depois de 3 dias de fermentação dilui a rapadura em um pouco de água, fervi e deixei esfriar até a mesma temperatura de fermentação e depois adicionei ao fermentador. Fiz isso porque li que as partículas do açúcar gerado pelo malte são mais difíceis de serem consumidas que as do açúcar oriundo de outras fontes, como a cana de açúcar por exemplo, e não queria que a levedura cuidasse do mais fácil antes e ficasse com preguiça de fazer o mais difícil depois, entende? Como nunca usei candi sugar li um pouco agora e pelo que vi os cervejeiros adicionam no finalzinho da fervura (10 – 5 mins do fim). Você tem pelo menos duas opções, acredito que ambas devem funcionar.
        2 – É muito comum ouvirmos cervejeiros com opiniões bem diferentes a respeito do mesmo tema, por isso é importante ir para as panelas e acumular experiência, assim você acaba ganhando bagagem para julgar melhor as coisas. Quando comecei a fazer cerveja eu também era bem encanado com a moagem dos grãos mas com o tempo e várias brassagens notei que a importância de manter a casca maior ou menor está relacionada, na minha opinião, ao elemento filtrante do seu equipamento. Comecei usando um fundo falso (bem meia boca), minha eficiência deu um salto depois que comecei a usar um mainfold. De acordo com a sua descrição o seu elemento filtrante é uma grain bag, então em tese sua maior preocupação é não levar partes da casca para a fervura (ou seja, moer em pedaços tão pequenos que a casca consiga passar pelos buraquinhos de sua grain bag), portanto pode moer bem o malte, claro que não precisa o transformar tudo em farinha, mas não há necessidade de deixar pedaços próximos a grãos inteiros.
        3 – Não conheço o produto do LAMAS mas acho os caras sérios, se eles falaram que rola eu daria meu voto de confiança. Eu só usei uma grain bag na última brassagem da Pesadelo, mas só coloquei a abóbora nela e o restante seguiu o normal. Fiz exatamente como o indicado, coloquei a abóbora, fechei e segui como se estivesse fazendo “chá” mesmo.
        Pelo que entendi você irá fazer cerveja com uma metodologia conhecida como “BIAB” (brew in a bag), literalmente é fazer cerveja no saco (você consegue ver essa opção dentro do perfil de mosturação “Mash” no beersmith). Não acho que seja preciso manter o saco aberto durante a mosturação para poder mexer os grãos, acho que levantar o saco algumas vezes durante o processo deve dar conta do recado. Com a minha pumpking ale eu usei uma colher grande para dar uns cutucões no saco (pela parte de fora) para desencargo de consciência.
        Por experiência própria acho que você nunca vai estar completamente segura antes de ir para a primeira brassagem, não importa o quanto você estude, por isso eu sugiro que você junte todos os ingredientes e equipamentos e mande ver, esse é o tipo de coisa que só aprendemos fazendo. Minha dica é durante todo o processo de produção tome MUITO cuidado com sanitização e faça anotações, elas ajudam a comparar suas brassagens e obter insights importantes do que funciona ou não funciona ou obter algumas respostas no futuro.

        Boa brassagem, divirta-se e depois me conte como foi ( :

        Abraço

        1. Oi
          Obrigado mesmo, vou seguir seu conselho, mas 01 pergunta sobre o que vc disse, vc abriu o fermentador 3dias depois pra colocar a rapadura, e pode fazer isso? não há contaminação se eu quiser adicionar algo depois???

          Paula Navas

    1. Paula,
      Só por abrir o fermentador eu acho improvável contaminar, é importante tomar muito cuidado com sanitização, principalmente depois de ferver o açúcar e ao manusear a tampa do fermentador.
      Sempre que preciso abrir o fermentador para coletar amostras ou adicionar algo faço assim: sanitizo qualquer coisa que entre em contato com a cerveja (por ex uma pipeta) tomo muito cuidado para que nada não sanitizado (por ex meu braço) toque a parte interna do fermentador ou sua tampa.
      É comum abrir o fermentador algumas vezes durante o processo, essa é a forma de coletar amostras para acompanhar o progresso da fermentação, desde que tudo esteja muito bem sanitizado, sem problemas.

      1. Olá
        Tomei coragem e fiz a 1ª trappista she devil no domingo fomos dormir mais de meia noite por causa dela.MInha intenção era contar somente depois da fermentação, mas como me ocorreu uma situação inusitada, venho até vc em busca de conselho.
        Fiz todo processo como manda o figurino, somente tive o problema na hora de esfriar que demorou um pouco a mais do esperado, eu hidratei o fermento e coloquei no fementador, nos 1ªs 24hs foi uma fermentação espetacular, mas hoje esta muito fraquinha quase não tem bolha e hoje é ainda o 3º dia eu usei o fermento S-33, pois mandava usar 1pt para 10litros. Na beersmith diz fermentação longa, o que será que fiz de errado, porque o fermento está tão choxo(palavras de minha avó) ? Vc achá que posso abrir a torneirinha do fermentador pra pegar uma amostra ou devo esperar? Se ele ficar choxo, posso colocar + 1 fermento e fazer a fermentação novamente isso afetaria alguma coisa ?

        1. Oi Paula,

          Sua primeira trapista está a caminho!! parabéns 🙂
          Presumo que por “fermentação espetacular” você esteja se referindo a movimentação no airlock / blow off tube, se for esse o caso é normal algo mais intenso no começo e mais calmo depois. Lembre-se de que a ausência de sinais no airlock não quer dizer que a fermentação não está ocorrendo, a minha ultima bitter por exemplo não deu nenhum sinal no blow off tube e resultou em uma bela cerveja.Se você ainda vê alguma movimentação no airlock mesmo que tímida, fique tranquila, as coisas certamente estão rolando.
          Sua leva é de 10 litros, certo? com que ferramenta irá acompanhar a fermentação? se for com um densímetro eu esperaria mais um pouco já que é necessário uma quantidade maior de cerveja para a amostra. Se for um refratômetro, pode retirar um pequena amostra sim, nesse caso você pode acompanhar mais de perto o progresso da fermentação sem reduzir drasticamente sua quantidade final de cerveja.
          Possivelmente a essa altura, a maior parte do açúcar já foi consumido, mas a fermentação desses açucares gera diversos subprodutos que demandam algum tempo para serem “processados” pela levedura, por isso mesmo que você tivesse atingido seu target de FG (densidade final) é preciso aguardar mais um tempo. Eu acho que seu pacote de S-33 é o suficiente para seus 10 litros, qual foi sua densidade inicial?
          Você está controlando a temperatura de fermentação? está fermentando a quantos graus?

          Agora é o momento de deixar a levedura fazer a parte dela, tente contornar curiosidade, se as coisas caminharem normalmente eu me programaria para retirar uma amostra e verificar a fermentação com mais ou menos 10 dias, pouco antes de começar a baixar a temperatura para maturar a frio.

    1. Pelo que ouvi a sacarose é mais facilmente “digerida” pela levedura que a maltose, mas acho pouco provável você conseguir um problema por ter usado esse tipo de açúcar. As 400grs utilizadas representam quanto de sua receita? Quanto ao beersmith, não leve aqueles perfis de fermentação muito a sério, eles são guias uteis mas você pode ignorar aquilo tranquilamente, mesmo porque você pode configurar diversas coisas naquele campo, então aquilo não representa uma “lei universal” que deve ser seguida para que sua cerveja de certo.

      Fique tranquila, você já fez sua parte. Boa sorte e boa cerveja.
      Abraço

      1. Seguindo seu conselho e quando eu for colocar para maturar (depois dos 10dias). Eu transfiro ele para um outro fermentador ou já faço o priming e coloco nas garrafas deixando maturar nela mesmo? essas maturação são de 4 a 5 semanas e a 1º certo ?

  3. Eu fiz 2 comentario e não apareceu.
    Vai de novo, obrigado pela ajuda e dica da fermentação do fermento. Eu fiz 10litros, a densidade era pra ser 1100, mas ficou 1095 como foi minha 1ª cerveja eu me perdoei (rsrsrs). Uso o densimetro com proveta 250ml e concordo, se ficar tirando quando acabar o processo só terei a borrinha de baixo (rsrsrs). Esta na geladeira a 15 graus. Quanto ao açucar foram 4% da formula, logico que como todo bom iniciante besteira é o que não falta fazer. Coloquei 15litros e adicionei 4650grs de grão + 400 de demerara, deixei entre 64 a 68graus por 90minutos, coei 2x com o mosto e depois coei com 5litros de agua para lavar o grão. achei muito doce, pois se considerando 400grs de açucar não iria nem se quer alterar a doçura da agua, o malte realmente é muiiiiito doce.
    Então recapitulando depois de 10dias a 15 graus , maturo no mesmo fermentador a 1 grau por mais 10 dias, depois faço o priming e engarrafo, ai seria de 4 a 5 semana e em qual a temperatura ? Na receita que peguei na internet não fala o tempo e nema a temperatura.
    Abraços

    1. Wow, uma OG de 1095! seu mosto tinha açúcar pra caramba, essa gravidade é maior que uma Tripel por exemplo. Certamente sua cerveja terá uma boa quantidade de álcool.
      Estava olhando o perfil do S-33 aqui e notei que você esta fermentando na parte mais baixa 15C, essa faixa vai até 25C, portanto se por algum motivo quiser elevar um pouco a temperatura você tem alguma folga pra isso.
      Ficou muito doce porque a quantidade de malte que você utilizou é grande para os 10 litros. Acho não poderia ser diferente com o seu target de 1.100SG, tem muito açúcar ai para as leveduras trabalharem.
      Exato, depois do final da fermentação comece a reduzir a temperatura gradativamente até chegar em 0C, depois de uns 10 dias você pode fazer o priming e engarrafar. Depois de engarrafada o ideal é deixar na temperatura de fermentação (por volta dos 15C no seu caso), acredito que com umas duas semanas a cerveja já deve estar carbonatada, e você já poderá matar sua curiosidade 😉 Quanto o tempo de maturação da cerveja isso é bem relativo, abra uma depois do final da carbonatação e controle-se para dar tempo as outras para poder comparar os benefícios do “envelhecimento” assim você já terá parâmetro quando for repetir a receita.
      Sua receita parece muito legal, boa sorte ai e depois nos conte como ficou.
      Abraço

  4. Olá Derso
    Hoje completei 10dias e a densidade esta 1037 contra 1095 do inicial, como calculo pra saber do teor alcoolico? passei agora pouco para começarmos a maturar a 1 grau, quando passar os 10dias devo medir a densidade de novo ?

    Paula

    1. Oi Paula,

      Você pode usar o beersmith para calcular quanto de álcool sua cerveja tem. Procure no menu ferramentas (tools) > álcool e atenuação (alcohol and attenuation), na aba que abrir coloque sua densidade inicial no primeiro campo (1.095SG ) e no campo abaixo coloque a “final” (1.037SG).
      Pelo que olhei aqui sua cerveja já tem 7,7% de álcool, e precisa atenuar mais, portanto isso deve subir.

      Sua densidade final está alta, 1.037SG é muito, ainda tem muito açúcar para ser consumido. Você só deve partir para a maturação a frio após o final da fermentação. Apesar dos 10 dias já terem passado, sua densidade mostra que sua fermentação ainda não terminou.

      A melhor coisa a fazer é voltar para a temperatura de fermentação e aguardar mais um pouco, se em alguns dias sua densidade não baixar, sugiro adicionar um pouco mais de fermento.

      Quanto de fermento você usou? uma cerveja com a densidade inicial como a sua é uma “baita” cerveja, terá graduação alcoólica alta. Recomenda-se um pacote de fermento seco para até 20 litros de cervejas com densidade até 1.050SG (a sua é muito mais).

  5. Help!!!! Ai como fiquei tristinha, fiz uns calculo olhando pra tabela do densimetro que veio e achei que ela ficou muito fraquinha, tem como aumentar agraduação alcoolica ?????? Posso colocar pra fermentar mais de novo ???????

    Paula

    1. Paula,

      não sei qual foi o número que você encontrou por ai, mas sua cerveja já tem bastante álcool. Mesmo assim volte para a temperatura de fermentação e se possível adicione mais um pacote de fermento. Sua levedura está trabalhando duro, seria bom algum reforço para baixar essa sua “super cerveja”.

      abraço

  6. Essa amostra que retirei, deixei pra esfriar um pouquinho e experimentar e observei que ela ficou com um pozinho de quase 5mm no fundo, será por isso que a densidade ainda esta alta? eu tirei amostra pela torneirinha, eu ainda não abri a tampa, se depois de maturar a densidade abaixar mais é essa que fica para comparar a graduação alcoolica?

    1. Acredito que no fundo seja levedura que estava em suspensão, como você colocou para resfriar a levedura decantou e formou essa camada.
      Se você maturar a frio a densidade não ira baixar, lembre se da faixa de temperatura em que esse fermento trabalha. Quando você chegar a temperaturas baixas demais a levedura vai entrar em estado de dormência e ira parar de fermentar. Portanto, o melhor a fazer agora é voltar a temperatura de fermentação.

  7. Derso
    Acaso eu venha coloca-lo para fermentar novamente, tenho que colocar o mesmo fermento ou pode ser outro que aguente bem a graduação alcoolica (como red star premier cuvee ou K1V1116 Lalvin pois só 5g )?
    Aqui onde moro esta a 18graus portanto tirei da geladeira e deixei nesta temperatura que era maior do que a geleadeira onde eram 15graus. Mais a tampa do fermentador está afundada e não sai nenhuma bolhinha no airlock, acredito (corrija se eu estiver errada) que a tampa esteja assim, pois abri a torneirinha para fazer o teste e ela acabou puxando a pressão pra baixo….

    Paula

    1. Oi Paula,
      O S33 lida bem com o álcool, acho que você pode seguir com ele. Aguarde alguns dias com o fermentador numa temperatura maior que a inicial. Depois de algum tempo será necessário medir novamente para ver se continua fermentando (se tiver algum movimentação no airlock isso pode ser adiado).
      Você pode usar esse fermento se quiser. Quanto a tampa afundada, acredito que seja a redução da pressão interna mesmo.
      Agora é hora de ficar atenta aos sinais e ter paciência, qualquer coisa é só dizer.
      Abraço

  8. Olá Derso
    Deixe fermentar de novo mais 6dias, medi novamente a densidade e acredite, não baixou nada, nada. Então ontem acrescentei mais 1 S-33 mesmo, vc deixaria fermentar por quanto tempo agora ?????? Caso ele insista não baixar desse 1037 (posso maturar assim mesmo
    Mas 2 perguntas sobre outro coisa:
    1.Quero fazer uma dourada com colarinho bem denso, comum mesmo e rapida (rsrsrs) Parecida com aquela da boemia abadia (sabe qual?) qual vc recomendaria que seria + proxima ???
    2.Quando na receita se fala em aveia em flocos, é a aveia comum aquela que a gente faz mingau ?

    1. Oi Paula,

      Estava me perguntando como estava sua cerveja esses dias. rs
      Bom, acredito que não tenha baixado sim, sua cerveja tem uma densidade inicial bem alta, eu nunca fiz algo nesse patamar, cervejas assim são mais difíceis de atenuar. Eu teria feito exatamente o que você fez, adicionar mais levedura, e acho que mais uma semana aguardando está de bom tamanho.

      Só por curiosidade, você provou sua cerveja com os 1.037SG? ela deve estar doce e alcoólica. Se ainda não provou, dá próxima vez que for checar a densidade prove. Honestamente falando eu acho os 1.037SG muito alto para você ir para a maturação. De qualquer forma vamos aguardar sua nova “equipe de leveduras” trabalhar para ver o resultado.

      1 – Dourada com colarinho denso… Não vou recomendar lager porque demanda mais trabalho e tempo. Ficamos com as ales, se você quiser continuar com cervejas belgas e mais alcoólicas, faça uma Belgian Blond Ale. Mas como você está começando por que não faz uma cerveja de trigo? uma Weiss ou uma Witbier, são cervejas mais leves e rápidas, porque não demandam longos períodos de maturação.

      2 – Sim, aveia em flocos é essa de mingau de aveia mesmo que você encontra em qualquer supermercado. Recomendo comprar em casas cerealistas porque geralmente é BEM mais barato.

      1. Derso
        E vc acha que eu resistir (rsrsrs), provei todas as (2) vezes e infelizmente não tinha mais nenhum docinho, e sim um amargo bem pronunciado (mas nada tão intenso), mas ele fica no paladar um bom tempo, tem um cheiro bem gostoso. EU gostei, mas tambem acho que deve ficar um pouco mais alcoolica, ai fica bem legal (pode até ser um pouco de presunção da minha parte, mas já tomei um baden escura e essa tá melhor no paladar).
        O problema pra fazer uma trigo é que tenho só 1kg e o resto é só pilsen, pale alê, viena, munich e outras. dessa veze eu quero fazer 20litros pois vou dar alguns litros de presente agora no final de ano. Comprei uma trigo Eusen( alguma coisa não me lembro o nome correto) e o gosto era terrivel ( desculpe expressão paracia gofada de bebe).
        Essa Belgian Blond ALE é densa e com colarinho bem presente?
        Legal sobre a aveia, eu compro mesmo só em cerealista por causa $$$$, mas (qual é a finalidade dela fabricação da cerveja?)

        Paula

        1. Paula,
          É realmente impossível resistir, acho que isso faz parte do nosso aprendizado, na cozinha também provo tudo, de erva fresca a molho de ostra.
          Que bom que sua cerveja já se configura um sucesso, também estou curioso pra saber como vai terminar. Fiz uma cerveja que estacionou no 1.022SG, achei que ela ficou um tanto “doce”, mas era uma lager, bem sensível a “erros de percurso”. Sua cerveja é uma trapista, pode ter uma densidade final mais alta que o comum. Mas o que me preocupa mesmo é garantir que a fermentação chegou ao fim para não correr risco de explosões quando a cerveja for engarrafada / carbonatada. É preciso bastante cuidado nessa etapa, porque os relatos que ouvi soam realmente perigosos.
          Depois de provar a sua própria cerveja, você nunca mais verá cerveja comercial da mesma forma. Também acho que a Baden Baden já foi melhor, mas sabe aquela história dos estilos e sub estilos? Isso ajuda na hora de comparar cervejas, não seria justo comparar maçãs com bananas, talvez voce tenha escolhido um estilo que não te agrada, ou a cerveja era ruim mesmo… Então, da próxima vez que for beber uma cerveja fique de olho no estilo, isso pode ajudar a decidir sua próxima leva e comparar o trabalho de cervejarias diferentes 😉
          Você disse que compra aveia em cerealista, certo? Esse mesmo cerealista deve ter trigo não maltado, por aqui sempre compro grãos de trigo não maltado no cerealista quando faço minha witbier. De uma olhada na receita, talvez você se interesse.
          A Belgian Blond Ale não é uma cerveja densa, é dourada com colarinho cremoso. Já tomou “leffe”? Essa cerveja é uma blond ale e é distribuída pela AmBev, então é relativamente fácil de ser encontrada.
          A aveia deixa a cerveja mais cremosa, com uma textura diferente (depende da qtde) e contribui para manter um colarinho legal. Porém se você estiver buscando uma cerveja translúcida é melhor evitar.
          Pensando agora em sua situação eu realmente iria com uma de trigo, já estamos no meio de Novembro, acho que se você partir para um estilo que demande muito tempo de maturação você acaba perdendo as festas de final de ano com a “fermentação + maturação + carbonatação”. Mas eu te aconselho a beber outros exemplares de trigo, uma weiss e uma wit, só pra garantir que você gosta desse tipo de cerveja (vai que todas tem gosto de “gorfada de criança” pra você).

          Um abraço e boa cerveja!
          abraço e boa cerveja!

          1. Vc ja bebeu aquela BOEMIA DA GARRAFA BRANCA- lá dizia que era de trigo, dessa eu gostei, logico que não é uma brastemp…., mas …

            Como posso saber se parou 100% a fermentação ???? Ontem quando eu abri pra colocar o fermento, antes eu havia tirado a amostra pela torneirinha, e só depois foi que abri a tampa, ela esta em cima limpinha sem espuma, será que realmente havia acabado a fermentação ????

          2. já bebi essa Bohemia sim e acho que ela é a pior weiss que já bebi.

            Para saber se a fermentação terminou é preciso mensurar a densidade num dia e obter uma densidade “x” e depois de três dias ou mais fazer outra mensuração da densidade e obter os mesmos “x”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *